Ministério regulará trabalho aos domingos.

 O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) está preparando uma instrução normativa para regulamentar a Portaria nº 375, publicada na segunda-feira. A norma trata dos requisitos necessários para estabelecimentos comerciais obterem autorização para o funcionamento aos domingos e feriados.


 O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) está preparando uma instrução normativa para regulamentar a Portaria nº 375, publicada na segunda-feira. A norma trata dos requisitos necessários para estabelecimentos comerciais obterem autorização para o funcionamento aos domingos e feriados.

 

A medida, que dentre outros pontos estabeleceu suspensão de autorização se houver irregularidades sobre jornada de trabalho, saúde e segurança nos últimos cinco anos, foi recebida com críticas pelo setor empresarial.

 

Ainda não há data para a publicação da instrução normativa, mas o secretário de inspeção do trabalho do MTE, Paulo Sergio de Almeida, esclarece de antemão que serão considerados como irregularidades os autos de infrações já lavrados. Esse é um dos pontos que causaram dúvidas entre advogados.

 

Apesar das críticas, o secretário afirma que a intenção da Portaria nº 375 foi justamente de tornar o procedimento menos burocrático para companhias que precisam de autorização esporadicamente. "Essa portaria é um avanço, a medida que diminui a burocracia. Agora podemos acessar, por meio da tecnologia, todo o histórico da empresa, avaliar se há ou não irregularidades, e conceder a autorização com mais agilidade", diz.

O empregador que não tiver autos de infração registrados sobre jornada de trabalho, saúde ou segurança, nos últimos cinco anos, estará automaticamente autorizado, sem a necessidade de realização de inspeção fiscal prévia - o que antes da portaria era necessário. "Atendemos a uma demanda empresarial que reclamava da demora na inspeção prévia para a autorização", afirma Almeida.

 

Segundo o secretário, não procede a crítica de que a portaria dificultaria a concessão da permissão. O secretário diz que o fiscal já levava em consideração na inspeção prévia se a empresa apresentava irregularidades. E dessa forma, suspendia a autorização ou não a concedia para as companhias reincidentes, que descumprissem o mesmo item de segurança, saúde ou jornada de trabalho, como excesso de jornada ou não concessão de descanso semanal remunerado.

 

Para o secretário, a portaria só formalizou esse procedimento. "Nada impede, porém, que essa autorização seja novamente concedida após uma outra inspeção prévia que detecte que essas irregularidades foram sanadas."

 

Diante das críticas da Confederação Nacional da Industria (CNI) e também da Central Única dos Trabalhadores (CUT), que nesse caso questiona a dispensa da inspeção prévia, o secretário afirma que está aberto ao diálogo. " É difícil agradar a todos em todos os pontos", diz. Almeida ressalta que chamou as entidades para conversar a respeito e que, ao entender que não haveria nenhuma grande questão, resolveu editar a portaria.

 

A portaria só tem validade para empresas que pedem autorização para serviços esporádicos aos domingos e feriados, segundo Almeida. A norma não vale para atividades consideradas essenciais, como hospitais, empresas de telefonia e hotéis que têm seu funcionamento regulamentado por decreto. Também não há impacto para o comércio, que possui lei específica prevendo o funcionamento aos domingos e feriados.


Mais Notícias

29/07/2015 - 1874 exibições

NÃO CABE ESTABILIDADE GESTANTE NO CONTRATO TEMPORÁRIO

 O TRT da 2ª Região – São Paulo, publicou no DOELETRÔNICO do dia 15/07/2015, o teor da TESE JURÍDICA PREVALECENTE DE Nº 05


20/07/2015 - 1545 exibições

AUXÍLIO-ACIDENTE E APOSENTARIA PELO MESMO FATO GERADOR NÃO PODEM SER CUMULADOS

 A Terceira Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ) considerou que não há erro de fato em uma decisão do próprio tribunal que negou a um segurado o recebimento simultâneo de auxílio-acidente com aposentadoria especial.


20/07/2015 - 1367 exibições

EMPRESA É ABSOLVIDA DE MULTA DA CLT EM RESCISÃO ANTECIPADA DE CONTRATOS TEMPORÁRIOS.

 A Quarta Turma do Tribunal Superior do Trabalho rejeitou recurso de dois ex-empregados da Actual Seleção e Serviços Ltda. e Evolução Soluções Visuais Ltda. que tiveram seus contratos de trabalho temporários rescindidos antes do prazo.


15/08/2014 - 1586 exibições

Empregado terceirizado poderá trabalhar aos domingos.

A Câmara analisa o Projeto de Lei 6986/13, do deputado Ademir Camilo (PROS-MG), que estende à empresa terceirizada a permissão, já garantida à contratante, de trabalho aos domingos. Pela proposta, a permissão valerá apenas durante o contrato de terceirização.


25/06/2014 - 1809 exibições

Ampliado para 9 (nove) meses o prazo para Contrato Temporário

PORTARIA n° 789 DE 02 de junho de 2014. - ESTABELECE INSTRUÇÕES PARA O CONTRATO DE TRABALHO TEMPORÁRIO E O FORNECIMENTO DE DADOS

RELACIONADOS AO ESTUDO DO MERCADO DE TRABALHO.

19/05/2014 - 1681 exibições

STF vai delimitar os contornos da terceirização de mão de obra.

A definição dos parâmetros da terceirização de mão de obra no Brasil será feita pelo Supremo Tribunal Federal. A corte reconheceu a repercussão geral do tema na sexta-feira (16/5), por meio de seu Plenário Virtual. Com isso, todos os processos que discutem a matéria ficarão sobrestados até que o Supremo julgue o mérito do recurso. A decisão deverá ser aplicada a todos os casos.


19/05/2014 - 1543 exibições

Juiz decide: Súmula 331 do TST não se aplica a contratos de facção.

 É muito comum na indústria têxtil o processo fabril ser fracionado, de modo que outras empresas sejam contratadas para o fornecimento de produtos prontos e acabados. É o chamado contrato de facção, pelo qual a empresa contratante não interfere na produção da empresa contratada.


19/05/2014 - 1483 exibições

Jogador de Futebol ganha recurso para receber 20% de direito de arena do Fluminense

 A Sexta Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) condenou o Fluminense Football Club a pagar o direito de arena no percentual de 20% ao jogador de meio-campo Ygor Maciel Santiago 


28/03/2014 - 1455 exibições

Receita adia para outubro/2014 o temido eSocial.

A Receita Federal cedeu aos pedidos das empresas e adiou novamente a implantação do programa de Escrituração Fiscal Digital Social (eSocial), que estava prevista para junho.


04/07/2013 - 1771 exibições

Relator faz mudanças em projeto de doméstico

Para acelerar a votação no Senado do projeto que regulamenta os direitos dos empregados domésticos, o relator do projeto, senador Romero Jucá (PMDB-RR), fez mudanças na proposta.


25/06/2013 - 1864 exibições

Pedidos de indenização por danos morais crescem na área trabalhista.

 Os pedidos de danos morais são cada vez mais comuns nos processos trabalhistas


25/06/2013 - 1546 exibições

Horas extras integram base de cálculo do salário maternidade.

 O salário-maternidade é um benefício previdenciário pago pelo empregador, o qual, por sua vez, posteriormente, é ressarcido pelo órgão previdenciário.


25/06/2013 - 1667 exibições

Árbitro de futebol, mesmo em cena nos 90 minutos do jogo, não recebe direito de arena

 Em muitas partidas de futebol – especialmente em jogos decisivos -, a atuação do árbitro pode chamar mais a atenção do que a dos próprios atletas.


13/06/2013 - 1584 exibições

Concubinato fruto de adultério não dá direito à pensão previdenciária

 Não há disputa entre esposa e concubina pela pensão previdenciária. Essa foi a tese reafirmada pela Turma Nacional de Uniformização dos Juizados Especiais Federais (TNU)


13/06/2013 - 1617 exibições

Turma Nacional de Uniformização dos Juizados Especiais Federais (TNU) aprova Súmula 75

 

Turma Nacional de Uniformização dos Juizados Especiais Federais (TNU) aprova Súmula 75 considerando a CTPS como prova suficiente para comprovação de tempo de serviço


13/06/2013 - 1606 exibições

Turma Nacional de Uniformização dos Juizados Especiais Federais (TNU) reafirma abusividade de venda casada

 É nula a contratação de conta corrente bancária quando imposta como condição para contratação de qualquer outro serviço.


13/06/2013 - 1473 exibições

Governo e Centrais Sindicais discutem terceirização.

 Na Mesa de Diálogo decidiram chamar os empregadores e o Congresso Nacional para uma negociação quadripartite sobre a questão.


28/05/2013 - 1492 exibições

Como o Fator Acidentário de Prevenção (FAP) e o Nexo Técnico Epidemiológico (NTEP) podem afetar diretamente as finanças das empresas.

 O investimento em segurança do trabalho pode significar uma economia superior a 70% no pagamento da contribuição das empresas ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).


28/05/2013 - 1509 exibições

Secretaria quer legalizar 80% das micro e pequenas empresas sem alvará na cidade de São Paulo

 Dentro de 15 dias, começa em São Paulo uma operação para facilitar a abertura e o fechamento de empresas.


27/05/2013 - 1620 exibições

Contrato de gaveta: riscos no caminho da casa própria

Comprar imóvel com "contrato de gaveta" não é seguro, mas é prática comum. Acordo particular realizado entre o mutuário que adquiriu o financiamento com o banco e um terceiro, traz riscos evidentes.


20/05/2013 - 1661 exibições

Consumidores buscam a Justiça para defender seus direitos na compra de imóveis

 Em razão de problemas de natureza contratual ou do produto, a cada dia aumenta o número de demandas judiciais envolvendo construtoras.


20/05/2013 - 1568 exibições

Alteração na CLT garante estabilidade à gestante no Aviso Prévio

Nova Lei altera CLT, consagrando a jurisprudência do TST, fixando direito à estabilidade da gestante inclusive se a confirmação da gravidez ocorrer durante o período de aviso prévio (trabalhado ou indenizado, de 30 a 90dias):


18/04/2013 - 1511 exibições

Câmara aprova aposentadoria especial para pessoas com deficiência

Terá direito ao benefício quem contribuir por 30 anos, se homem, e 25 anos no caso das mulheres.


12/04/2013 - 1570 exibições

Tribunal considera razoável limitação de horas de percurso prevista em ajuste coletivo

Tribunal considera razoável limitação de horas de percurso prevista em ajuste coletivo


12/04/2013 - 1647 exibições

Multa FGTS da doméstica

Multa de demissão de doméstica deve ser de 10% do FGTS, propõe relator


11/04/2013 - 1633 exibições

Desaposentação

Comissão de Assuntos Sociais aprova Projeto da Desaposentação




Todos os direito reservados a José Valentim Contato - Advocacia